Testemunhos de Pacientes

 

SÓNIA - 41 ANOS

"A minha filha tem gostado imenso de ir às consultas e só isso acho que é uma vitória, e saber que estamos no caminho certo. Quanto a si não tenho mais nenhuma palavra a não ser muito Obrigada por tudo o que tem feito por ela e por mim também. Que seja recompensada por cada acto seu, pois sei que é feito com o coração. E como se diz, cada um dá aquilo que tem."

LÚCILIA - 38 ANOS

"As consultas têm ajudado na construção do meu interior, têm-me ajudado a estruturar os sentimentos e as emoções. As minhas e as dos outros! Tenho aprendido a interpretá-las de uma forma mais simples e descontraída. Sei que consigo superar as mágoas, as desilusões, as mortes... Só preciso de ser menos agressiva nas palavras e nos atos. Só assim poderei de forma natural e simples atingir os meus objetivos. E nas situações em que pouco ou nada posso fazer tenho aprendido a ter a tranquilidade para as aceitar, aproveitando os momentos bons que elas porventura me possam proporcionar. Para finalizar, estas consultas têm-me ajudado a conhecer-me melhor, algo que muito agradeço. Obrigada Dr.ª Vera por existir!"

SOFIA - 31 ANOS

"Durante o tempo das consultas eu aprendi que as outras pessoas não têm de agir e pensar da mesma forma que eu; aprendi a tentar ver o ponto de vosta dos outros antes de stressar; aprendi a tolerar mais mas a não ser ingénua; aprendi a valorizar-me e a não gastar energia com coisas insignificantes; por fim, aprendi a confiar mais em mim."

VÂNIA - 16 ANOS

"Por mais tempo que passe há sempre algo que nunca nos deixa, há sempre algo que estará a atormentar-nos a cabeça. Sempre que nos lembramos de águas passadas ficamos como se elas estivessem a acontecer outra vez. Dizem-nos que o passado já lá vai e que não devemos olhar para trás, mas a verdade é que nunca se esquece. É estranha a forma como certas coisas se apoderam de nós. A forma como nos violam, primeiro a mente, depois o coração e, por fim, a alma. A parte pior é que nem damos por isso. Quando percebemos o que se passou já não há volta a dar, porque as nossas barreiras foram completamente deitadas ao chão, o nosso campo de batalha está invadido e já se sente o cheiro a sangue pelo chão. De certa forma até é bom sentir esta estranha ferida em acção dentro de mim, porque me levou a procurar ajuda junto da Dr.ª Vera. Obrigada Dr.ª Vera por me estar a acompanhar neste precurso sinuoso."

RAQUEL - 28 ANOS

"Num momento de grande ansiedade e sem saber o que fazer percebi que tinha de procurar ajuda psicológica. Encontrei o contacto da Dr.ª Vera e marcámos consulta para o próprio dia. Não foi fácil começar a falar de mim a alguém que não conhecia mas rapidamente se estabeleceu uma relação de empatia e confiança, e principalmente, nunca me senti julgada. Voltei algumas vezes e com a ajuda da Dr.ª Vera consegui perceber alguns bloqueios e padrões de comportamento em relação aos quais tenho tentado estar mais consciente. Tomei decisões difíceis, chorei muitas vezes e voltei a rir dentro do consultório. Tem sido um processo doloroso mas também libertador, o melhor investimento que fiz este ano - em mim e na minha saúde mental. Estou eternamente grata à Vera pelo seu profissionalismo e entrega que me fizeram confiar e sentir apoiada a qualquer hora, sempre que mais precisei. Agradeço-lhe também o ser tão fiel a si própria, dentro do seu jeito “menos convencional” mas tão mais humano, que é inspirador."

 

ÉRICA - 20 ANOS

“Such is the way of the world / You can never know /Just where to put all your faith / And how will it grow / Gonna rise up / Bringing back holes and dark memories / Gonna rise up / Turning mistakes into gold / (…)” - Rise, Eddie Vedder. “Este poema lindíssimo cantado por Eddie Vedder para integrar um dos meus filmes favoritos poderia ser o epiteto das minhas consultas com a Dr.ª Vera: no turbilhão da adolescência são tais os caminhos do mundo que, por vezes (se não muitas vezes), nos sentimos perdidos sem saber onde depositar as nossas forças e esperanças. Crescer é difícil, toda a gente sabe, e a adolescência é uma das fases crescimento mais atribuladas: é um misto de sentimentos, emoções, e exigências que reinam dentro de nós próprios, e que chovem do exterior, vindos de todas as direções. Numa encruzilhada em que ainda não somos adultos e, definitivamente, já não somos crianças torna-se difícil perceber o que exigem de nós, quem somos e o que queremos ser, como lidar com os outros… Em baixo e numa situação que julgava já insustentável, - sim! porque por mais absurdo que possa parecer ao adulto que já se esqueceu do quão difícil é passar pela adolescência , os problemas de um jovem adolescente assumem proporções enormes quando o adolescente não sabe como responder a todos os fatores externos e internos que o comprimem contra a parede - foi nesta fase da minha vida que conheci a Dr.ª Vera. E, como diz, Eddie Vedder a ajuda da doutora foi preciosa para, trazendo ao de cima memórias menos boas e mais sombrias, reerguer-me (a mim e à minha vida de adolescente). Com pequenas dicas da Dr.ª Vera aprendi a melhor relacionar-me com quem me rodeia, aprendi que sou um ser dotado de valor e que tenho capacidades para conseguir o que quero, aprendi a gostar mais de mim própria e aceitar o que não gosto tanto, consegui resolver problemas da minha vida que julgava gigantes… aprendi o dom da palavra, da tranquilidade e dos pequenos gestos, que fazem toda a diferença na forma como os outros nos veem! Aprendi que, como diz a personagem principal do filme a que há pouco me referi, a felicidade só verdadeira quando é partilhada e que, para tal partilha, devemos aceitar o outro tal como ele é. Com a ajuda e concelhos da Dr.ª Vera aprendi a tornar os meus erros quotidianos em ouro, tal como diz a canção. A Dr.ª Vera tornou-se numa amiga, em alguém em quem posso confiar de verdade e que sei que, seja qual for o momento, vai estar disponível para me ajudar - mesmo já não me encontrando em consulta. Aprendi que a vida é um longo caminho e que nós, face à sua passagem, nos vamos metamorfoseando gradual e lentamente – as consultas com a Dr.ª Vera deram-me instrumentos que, face às diferentes fases da minha vida, posso pôr em prática a qualquer momento. Não saí das consultas completamente mudada - ninguém muda os hábitos de uma vida inteira num par de meses -, mas com as ferramentas essências para que, de forma gradual e continua, consiga mudar a longo prazo. Um sincero obrigado para a Dr.ª Vera.”

MARGARIDA - 39 ANOS

“Podia escrever mil palavras que nenhuma delas conseguiria definir aquilo que sinto quando falo na Dr.ª Vera. Sinto um orgulho enorme em ter encontrado uma pessoa assim na minha vida. Foram 39 anos percorridos em que metade deles fui uma pessoa que me anulei, deixei particamente de viver e saborear o bom que há na vida em prol de pessoas que não me deixaram crescer. Dediquei a minha vida toda aos outros e não sabia que existia um “Eu”. Foi preciso muito tempo de desespero e muita medicação tomada para que um dia eu chegasse as mãos da Dr.ª Vera sem acreditar mais em mim e no futuro. Ao conhecê-la senti logo a paz de quem conhece algo muito puro. Não falo de uma profissional, falo de uma “Pessoa”; ”Pessoa” essa, que por sinal é Psicóloga. É estranho como se consegue pensar que um Psicólogo é uma pessoa apenas com quem conversamos e nos faz algumas “coisas” quase que por magia. Mas, logo à primeira vista, um Psicólogo será alguém que é nada menos do que um amigo, um companheiro e um confidente. Esta Psicóloga, não é de todo para mim uma profissional qualquer. Tem o “dom” de quem sabe tocar não coração de alguém, a vontade de fazer com que as pessoas cresçam, uma força muito grande de quem luta pela vida daqueles que mesmo sem saberem são “Pessoas”. Uma profissional que considero única, pois hoje sou “Eu” graças ao seu trabalho, ao seu carinho e principalmente à sua amizade. Não sinto que seja só trabalho. Acredito profundamente que esta pessoa tenha um “dom”. O “dom” de nos fazer tornar “Pessoa”. O “dom” de quem nos dá as ferramentas necessárias para olharmos à nossa volta e vermos que a vida é muito mais bela do que pensamos ser. É com esta força e com esta garra que hoje me encontro ao fim de estar tantos anos perdida…graças a si Dr.ª Vera! Obrigada por existir e ser uma profissional diferente, de ser apenas a “Vera”, um ser simples e genuíno perante todos os seus pacientes.”

JOANA - 21 ANOS

“Se tivesse que caracterizar a minha jornada com a Dr.ª Vera numa palavra, sem dúvida que escolheria "encontro". Encontro de mim mesma, encontro das peças do puzzle que faltavam para dar sentido a memórias e pensamentos, encontro de valor e auto-estima deixados para trás e o encontro de uma amiga muito especial. São várias as vezes em que a vida não é justa connosco e que nos tira do trajeto que estávamos a percorrer até ao momento. A Dr.ª Vera ajudou-me a perceber que, não somos menos fortes, apenas porque precisamos de alguém que nos ajude a voltar ao nosso equilíbrio natural. Ajudou-me a ver que a grandeza do ser humano está, também, em aceitar ajuda e orientação de alguém. Ajudou-me a perceber que há sempre um lado bom por detrás de alguma situação desagradável... Enriqueci como pessoa, como crítica de mim mesma e aprendi a aceitar-me a mim e aos meus sentimentos, o que me tornou uma pessoa mais confiante. É importante dizer que o tempo que passamos a falar das nossas preocupações e dos nossos problemas, é um momento de partilha com alguém com quem, rapidamente, se ganha muito gosto em falar. Sabia que ia receber a palavra certa do outro lado, para assim poder colecionar as peças do puzzle que faltavam. Posso, sem sombra de dúvida, afirmar que a minha vida ganhou uma nova direção e um novo caminho a partir do momento em que frequentei as consultas da Dr.ª Vera. Com ela, passou a existir a clareza, nitidez e cor numa paisagem bastante medonha e escura.”

TERESA - 39 ANOS

“Conheci a Vera por motivos de natureza profissional há já algum tempo. Quando penso nela só vejo a sua imagem de coragem e tenacidade, para quem um problema grave é apenas um obstáculo a ultrapassar e, de preferência, com alegria.”

JOANA - 26 ANOS

“A Dr.ª Vera para além de se ter mostrado como uma excelente profissional no decorrer do processo de psicoterapia por que passei, mostrou-se como uma amiga. Com ela consegui encontrar o meu espaço, a minha identidade, a dar valor a todos os pensamentos e a continuar o processo da vida com muito mais confiança. Consegui valorizar-me e cheguei à conclusão que vale a pena dar valor e importância a tudo o que acontece, tudo tem uma razão, um sentido. Com ela aprendi a viver. É uma amiga para a vida.

GUILHERMINA - 59 ANOS

“Falar sobre a Dr.ª Vera é muito simples e complicado ao mesmo tempo. A Dr.ª Vera é logo ao início uma surpresa agradável. É um misto de juventude e de maturidade. À medida que a vamos conhecendo, a sua sabedoria psicológica conjugada com a sua exuberância cura-nos de todo e qualquer pesadelo que nos levou a abordá-la. Os nossos sonhos e vontade de viver é o fruto que colhemos ao fim de algum tempo de diálogo. Pelo ser maravilhoso que é, desejo-lhe Dr.ª Vera - hoje e sempre - o melhor que a vida nos pode dar pois sei também que é o que deseja para cada uma das pessoas que conhece. Para mim, pessoalmente, tornou-se uma amiga que desejo conservar até ao fim dos meus dias. Obrigada Dr.ª Vera pela sua amizade.”

ANA - 29 ANOS

“Minha querida Vera Silva Santos, sempre com o habitual nível de profundidade e sensatez! Espero que encontre na sua vida toda a felicidade que merece. Agradeço todos os dias que na minha caminhada tenham passado pessoas como a Vera, que me ajudaram a ver-me com o respeito que mereço! Hoje não nego os turbilhões emocionais que encerro, pois só enfrentando esse caos, consigo construir-me e a cada dia aproximar-me mais da minha essência. Beijo grande com saudades!”

CARLOS - 33 ANOS

“O nascimento de um filho é, normalmente, um momento de grande alegria para qualquer ser humano. Para um pai, sendo este um filho Homem, o acontecimento torna-se ainda mais feliz e carregado de emoções, o que por sua vez provoca um elevado estado de ansiedade. No meu caso, o nascimento do meu filho trouxe-me inúmeras alegrias, mas simultaneamente muitos medos e preocupações que associados a muitas ansiedades me levaram a várias noites sem dormir e entrar num estado depressivo que me afetou a vida pessoal, familiar e profissional. Na altura recorri à psiquiatria, onde me foi diagnosticado obsessividade (queria ser o melhor pai, o melhor marido, o melhor filho, o melhor amigo, o melhor trabalhador, o melhor colega, etc.) e por conseguinte receitaram-me alguns medicamentos psiquiátricos, os quais não resultavam como desejável. Foi então que procurei os serviços da Dr.ª Vera. Nas primeiras consultas o diagnóstico de obsessividade foi posto de parte e com recurso a psicoterapia ao fim de cerca de 3 meses, de consultas semanais, deixei toda a medicação, utilizando apenas em última instância, em momentos de grande ansiedade. As consultas com a Dr.ª Vera possibilitavam por um lado, desabafar coisas que não o fazia com mais ninguém e por outro lado ouvir os inúmeros conselhos e dicas que me viriam a permitir mudar a minha maneira de me ver a mim próprio e de acreditar mais em mim e nas minhas capacidades. De consultas semanais passei para consultas quinzenais e posteriormente mensais, até que ao fim de um ano o processo de psicoterapia foi “quase” concluído. Refiro “quase” porque pontualmente ainda sinto alguma ansiedade e por conseguinte fico um pouco deprimido, sendo que o importante nestes momentos é saber como ultrapassar facilmente estas adversidades e para tal aplico os ensinamentos, bastante úteis, da Dr.ª Vera. Atualmente sinto-me com mais vontade de viver e sem medo das minhas atitudes e decisões desde que tomadas de plena consciência. Considero a Dr.ª. Vera como uma amiga que me dá na cabeça e eu não consigo ficar chateado com ela, isto porque o faz de uma forma muito profissional e dedicada.”

SANDRA - 33 ANOS

“Hoje não estou propriamente para lhe pedir aconselhamento mas, sim para lhe dar os parabéns pelo seu trabalho que é muito humano. Eu andei alguns anos a tentar encontrar-me e depois com as coisas que me aconteceram, foi como estar um pouco morta por dentro, achava que estava a ser castigada e que se calhar não merecia ser feliz. Com as conversas que tivemos tudo mudou, claro que não foi fácil sobretudo encontrar os porquês das coisas mas, com o seu apoio, a minha vida mudou, ou seja, senti força em retomar a minha vida e aprendi algumas coisas. Estava a ter um casamento um pouco errado onde o meu amor era descomedido, até mesmo doentio, daí o meu sofrimento, mas, hoje estou amar de forma calma consciente um amor sóbrio, agora com algum tempo passado sinto que tudo tem uma razão de ser. É preciso sofrer muito, acumular muito “lixo” para encontrar o rumo da nossa vida, a si não posso mentir, não tem sido fácil mas, valeu a pena sofrer para encontrar a paz interior, a auto estima que já algum tempo me tinha fugido. O meu casamento, e até a minha forma de estar na vida, melhorou, sinto-me mais serena e consciente, muito lhe devo a si pelas palavras que me disse, foi uma das únicas pessoas que me ouviu sem julgar. Mais uma vez os meus parabéns, desejo que tenha muito trabalho e sucesso.”

FERNANDA - 36 ANOS

“Já passei por muitos casos necessários de intervenção psicológica... Um pouco por “temor social” não se recorre aos serviços de um ou uma psicóloga, porque só vai quem é doido - tese esta generalizada pelos seres sociais energúmenos. Realmente houve casos em que entrar pela porta de um era sair doida e perguntar: mas que raio vim eu fazer ouvir um sujeito dizer o que eu sei há anos?! Acontece que o contato com a Dr.ª Vera foi diferente em vários aspetos. Quanto a mim fiz e faço a minha auto gestão emocional mas recorro a ela (sempre disponível para me ouvir) para trocar impressões em âmbito de consulta. Sim! Porque alguém que fale a mesma linguagem que nós, com o mesmo nível de compreensão faz muita diferença. Noutra vertente familiar, foi uma mais-valia. Não basta um diploma e a Dr.ª Vera não se basta pelo diploma; gosta do que faz e desenvolve a sua atividade com uma dedicação sem par. Se me perguntarem se a aconselho? Óbvio que sim, mas não pela positiva. Mais pela negativa porque pela positiva ninguém precisa de ajuda. Obrigado pelo que tem feito e continua a fazer.”

ANABELA - 39 ANOS

“A Dr.ª Vera foi, sem dúvida, a pessoa que, me ajudou a restabelecer “rapidamente” o meu equilíbrio psicológico. O seu excelente profissionalismo, a simpatia e sobretudo a humildade, foram fatores fulcrais que muito contribuíram para que pudesse e tivesse a abertura suficiente, na abordagem dos diversos assuntos, que por vezes nos levam a deixar de acreditar em tudo e em todos. Obrigado, por ter estado ao meu lado!”

PEDRO - 40 ANOS

“No que diz respeito ao período de tempo em que tive acompanhamento psicológico com a Dr.ª Vera, chego a algumas conclusões. Devido ao fato de termos ali alguém que não nos julga e com quem nos podemos abrir, torna-se mais fácil refletir sobre a nossa própria vida e sobre o que nos levou a procurar ajuda. O fato de estarmos perante um profissional ajuda-nos a chegar às nossas próprias conclusões. O psicólogo não está ali para encontrar soluções fáceis. Ele sabe que a pessoa é responsável pelos seus atos e ajuda-nos a percorrer o caminho que escolhemos. Um profissional dificilmente será alguém que se aborrece de nos ouvir, ou alguém com quem nos sentimos (pelo menos em certa escala) em dívida. Isto nem sempre acontece quando nos abrimos com outra pessoa, porque por vezes, sentimo-nos “na mão” dessa pessoa. Por isso, tenho a certeza de que as consultas com a Dr.ª Vera foram úteis. Senti-me sempre perante alguém que acreditou em mim desde o primeiro momento. Alguém que me permitiu ser verdadeiro e transparente. A Dr.ª Vera conseguiu perceber as situações traumáticas por que passei na infância e ajudou-me a melhorar os meus bloqueios. Penso que existiu muito mérito profissional da Dr.ª Vera, mas sei que a sua forma de ser ajudou muito ao longo de todo este processo. Dr.ª Vera muito obrigado pelo acompanhamento deste meu crescimento e desta minha abertura para o Mundo.”

MARIA - 46 ANOS

“Quando não temos ânimo na vida o melhor é procurar ajuda. Foi o que eu fiz. Aconselhada por um amigo especial conheci esta mulher maravilhosa que se chama Dr.ª Vera Silva Santos. Eu era como uma rosa branca sem perfume e um jardim sem flores, mas de repente tudo mudou. As palavras que ela me transmitiu foi como se tudo em meu redor voltasse a florir. A tristeza virou alegria, os meus olhos pareciam raios de luz, o meu coração voltou a amar. E agora amo muito a pessoa que me fez ir até ela, abrir os olhos perante as palavras especiais que me devolveram a paixão. Agradeço-lhe muito minha amiga e também em especial à pessoa que levou até si e que agora eu chamo de “amor”.”

ANA - 20 ANOS

“Quando percebi que precisava de ajuda e uma amiga que era sua paciente me falou de si, e da forma que ela falou, eu disse que era por si que eu queria ser acompanhada, pois pelo que ela me dizia, você não era apenas uma Psicóloga, mas sim uma amiga. Cada vez que ia a uma consulta parecia que dentro daquela sala os problemas desapareciam, lá sentia-me bem, já para não falar que cada palavra que eu dizia ou em cada história sabia que me ia compreender e dar os melhores conselhos. As palavras saiam-me naturalmente como se nós fossemos as melhores amigas e eu não tivesse “medo” de dizer o que quer que fosse! Mais ninguém me entendia a não ser a Dr.ª Vera. Por isso, só tenho a agradecer o fato de hoje me sentir tão bem comigo mesma. Tinha problemas e não quer dizer que hoje não os tenha, mas depois do que aprendi consigo, é mais fácil de os ultrapassar! Por isso só tenho a agradecer a excelente profissional que é!”

SÍLVIA - 37 ANOS

"Quando procurei a Dr.ª Vera não sabia muito bem o que ia fazer, se iria seguir o caminho certo ou não. Após 2 anos de sofrimento, exames, médicos e sei lá mais o quê, já pensava que o meu problema não tinha solução. Cada dia que passava era um sofrimento incrível, entre problemas físicos, de saúde, ataques de pânico, ansiedades e fobias, já não via solução. Até que um dia um acontecimento inesperado na família me levou a pensar em procurar outro tipo de ajuda. Foi uma amiga que me deu o contacto da Dr.ª Vera. E lá fui eu, com muitos medos, dúvidas e incertezas quanto ao que ia fazer... Pensava que era mais uma porta que não se iria abrir, como todas as outras que tinha tentado nos últimos tempos... que iria pagar a uma pessoa só para me ouvir desabafar... que não valeria a pena... mas o desespero já era tanto que resolvi experimentar. E sabem que mais? Ainda bem! Desta vez a porta abriu-se! Com a ajuda da Dr.ª Vera consegui recuperar coisas da minha vida que já nem pensava conseguir voltar a fazer. O quê? Coisas tão simples como sair com amigos, conviver, ultrapassar fobias que nem eu compreendia! E deixem-me dizer-vos que a Dr.ª Vera não é só uma Psicóloga, é a mão amiga que eu procurava, que me deu e continua a dar forças para caminhar. A conversa, as perguntas pertinentes que nos fazem pensar na vida, dá vontade de ficar na consulta a tarde toda! Só tenho a agradecer a quem me deu o contacto da Dr.ª Vera e à Dr.ª Vera que tem todo o mérito dos meus progressos. Obrigada Dr.ª e parabéns pela pessoa que é.”

VÂNIA - 16 ANOS

“Durante toda a minha vida até agora, sempre vivi momentos bons e maus, como na vida de todas as pessoas, o que é normal porque nada é perfeito e ninguém é perfeito. Antes de mais é bom sabermos a função das consultas de psicologia, que não é de forma alguma mudar as pessoas e foi uma das coisas que aprendi com a Dr.ª Vera. As consultas servem para corrigir os nossos defeitos ou os nossos erros para que não sejamos mais julgados ou para não sermos rebaixados pelo que somos! Antes das consultas com a Dr.ª Vera, os momentos maus da minha vida foram vividos de uma maneira que me mudaram bastante. Eu revoltava-me e, muitas vezes, ou essa revolta se virava contra os meus familiares ou contra mim mesma, fechando-me e guardando tudo para mim, sem ter qualquer resposta do outro lado. Quando começaram as consultas eu tinha uma imagem de mim bastante diferente do normal, não me valorizada pela experiência de vida que tive ou tenho e aos poucos essa imagem foi mudando e fui valorizando-me a mim própria, como a Dr.ª Vera costuma dizer: “Se não nos valorizarmos a nos próprios os outros não o vão fazer por nós”. Às vezes mais vale ouvir e calar para que não venha tudo para cima de nós. Concluindo: “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos”. Eu começo num obrigado assim como acabo nu obrigado Dr.ª Vera.”

LUCIANA - 32 ANOS

“Chamo-me Luciana e há cerca de 10 anos tive um esgotamento nervoso derivado a vários acontecimentos que foram decorrendo durante a minha infância adolescência e, por fim, já adulta. Passei este tempo todo a tomar medicação e a ser seguida por um Psiquiatra. Mas tenho uma menina de 3 anos e, com a minha idade, acho que sou muito nova para viver dependente de medicação. Então, resolvi recorrer a um Psicólogo, ou melhor, neste caso a uma Psicóloga, que me tem ajudado bastante a ver como lidar com os acontecimentos da minha vida. Acho-a uma excelente profissional. Tenho-me desleixado nas consultas, mas não deixar de pensar em tudo o que ouvi e aprendi nas sessões que fui. Agora com o sol e o calor, a minha cabeça anda melhor, mas quando chegar o Outono voltará tudo ao mesmo. E aí sim, voltaremos a ter as nossas sessões. Bem, não sei o que dizer mais, por isso, até um dia destes e continuação de um bom trabalho.”

SOFIA - 30 ANOS

“O meu encontro com a Dr.ª Vera aconteceu por mero acaso. Já há algum tempo (bastante) que andava em constante sofrimento, com crises de ansiedade que provinham de várias situações que foram surgindo ao longo da vida. Num dia de bastante desespero e de muitas lágrimas que me escorriam pelo rosto sem causa aparente e sem controlo, decidi procurar um profissional de Psicologia, atitude que, percebo agora, já deveria ter tomado há muito tempo. Porém, por força do estereótipo que vulgarmente as pessoas têm dos Psicólogos, fui adiando. Decidi ligar para uma clínica a solicitar uma consulta urgente que, felizmente, não me foi concedida. Então, como já tinha ouvido falar da Dr.ª Vera, decidi procurá-la. Logo nesse instante tive uma resposta positiva. A Dr.ª Vera consultou-me imediatamente e, nessa primeira consulta, percebi não só o seu profissionalismo, mas também a sua dedicação superior. Tendo começado o meu processo de psicoterapia há relativamente pouco tempo, já sinto algumas diferenças em mim própria. As consultas com a Dr.ª Vera dão-me ferramentas que me ajudam a ultrapassar as situações e os medos que foram surgindo ao longo da minha vida e que condicionavam o meu dia-a-dia. Com a Dr.ª Vera, aprendi a dar mais valor a mim mesma, a ser mais positiva e confiante, o que me leva a ser uma pessoa mais feliz. Sim, porque eu já tinha saudades de me sentir feliz! A Dr.ª Vera é de uma humanidade inestimável. Está em constante atenção ao bem-estar dos pacientes e sempre disponível 24h por dia... Porque os pacientes não precisam de ajuda só nos dias das consultas. Agradeço à Dr.ª Vera pela sua integridade e pelo seu altruísmo.”